Mordomia Cristã II

Mordomia Cristã II

A Mordomia do Corpo (I Co 6.19-20)

Nosso corpo é muito importante, pois, segundo as Escrituras, somente por meio dele é que obtemos a salvação. A Bíblia afirma que o nosso corpo é templo do Espírito Santo devendo ser cuidado como tal (santificação para Deus habitar e serviço por ter sido comprado).

Serviço a Deus por meio do corpo:

  •   Segundo estudos, o trabalho está diretamente relacionado à existência humana. Sem serviço não há sobrevivência. Dentre todos os tipos de trabalho existem aqueles que são de primeira ordem, ou seja, se não forem realizados comprometem a continuidade da espécie humana.
  •   Muito embora as sociedades campesinas não tenham uma noção abstrata do trabalho, elas têm por essencial o caçar, a plantar, cozinhar, educar os filhos, cuidar dos idosos e cultivar a espiritualidade (Pv 31.10-27).
  •   Caçar e plantar: em nossa sociedade existem versões modernas de caça, plantio e colheita (trabalho corporativo e aquisição de produtos);
  •   Cozinhar: aplicação na culinária. Além da economia produz qualidade de vida (Pv 31.15);
  •   Higiene do corpo, da casa e das roupas assim evitando doenças;
  •   Descanso (físico e mental); Deus formou um período de descanso para cada dia e o sono para desligar a mente, refrigerando-a;
  •   Educação: preparação da geração futura;
  •   Idosos: amor e gratidão eterna pelo que fizeram e construíram.

Cultivo da espiritualidade por meio do corpo:

  •   Conceitos de Js 1.8 (meditar, falar, praticar – A Palavra de Deus).
  •   Por inferência, o Senhor ensina a Josué alguns aspectos da mordomia;
  •   Meditar: avaliar todos os aspectos da vida pela perspectiva bíblica (ler, entender, interpretar e aplicar); (muitos não aprendem por tratar a Bíblia apenas como mais uma informação teórica, afastando-a da prática).
  •   Falar: fazer conhecido, informar, esclarecer, ensinar, discipular, exortar, reconciliar, outros;
  •   Praticar: viver a fé com prazer e alegria (uma vida divertida atrai seguidores / Teoria da Diversão).

Outros aspectos:

  •    Fugir da prostituição (I Co 6.15-20);
  •    Usar trajes santos (Ap 3.18); no texto é aplicada uma figura de linguagem comparando o despreparo com a nudez. Contudo o parâmetro do exemplo é a vergonha e desaprovação da exposição do corpo.
  •    Não fazer uso dos inimigos do corpo: fumo, álcool e drogas (Pv 23.20-21).

Cuidar do nosso corpo é um dever. Deus escolheu fazer dele o seu templo. Sendo assim, deve ser usado de acordo com a vontade de Deus, que é boa, perfeita e agradável, sabendo que o nosso corpo não é nosso, mas de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s